Cura

Podem passar mil anos, na minha dramaticidade hiperboletica, mas eu jamais me esquecerei dos momentos mais intensos e reais da minha vida: a Rússia. Meu coração dói demais em pensar em cada um dos meus irmãos que lá ficaram. Por quê, meu Deus, eu penso neles todos os dias? Entendo que seja para pedir que Sua Mão esteja sobre eles e para eu não me esquecer que não posso esquecer que há um propósito muito maior do que as minhas ambições materiais aqui no Brasil.

Não me encaixo. Simples. Não me encaixo mais na vida que tenho levado. Não encontro uma igreja em que eu realmente não veja a não contaminação desse evangeliques maluco que inventaram nas nossas igrejas. Sei que isso faz parte de um todo, sei que eu, eu mesma, já coloquei defeitos na igreja da russia. E sei que não somos perfeitos e que nunca vamos ser, mas, existe uma coisa lá, uma vontade, uma garra, uma humildade, um carinho, algo diferente, que brota no coração de cada um quando começa a ser moldado por Deus. E surgem lágrimas, e perdoes, e crises, e risos, e comunhões, e mais perdão, e gratidão, e tudo, e mais! Surge uma igreja viva! Vivendo, errando, corrigindo, e voltando a viver. Reproduzindo. É disso que eu TO falando. Não há a menor preocupação com quantidade, com conversões em massa, mas há o olhar no indivíduo. Fomos um, dois, cinco, sete, quatorze, vinte, onze, só sete… Mas isso realmente não importava, contanto que fossemos um! E sei que continua assim. Não é fácil, não pode ser fácil, senão não seriamos chamados cristãos. Mas temos que continuar tentando. Temos! Devemos!

Com amor…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s