impressões

Brasil. Voltei. Temporariamente, mas voltei. As coisas continuam as mesmas, mas eu mudei. Com certeza. E para as pessoas mais próximas, aceitar as minhas “mudanças” não tem sido fácil. Porém, contudo, todavia, uma hora eu ia ter que tomar um posicionamento na minha vida. Percebi que faço esforços demais para tentar agradar as pessoas (isso não muda) e elas não ficam satisfeitas jamais. Não é minha obrigação tentar sequer tentar mudar por elas ou por quem quer que seja, mas o faço e quando faço, levo bolo. Por isso, não vale a pena. Digo isso porque por mais que eu me interesse em ajudar, ainda somos humanos egoístas demais para aceitar o outro. Por ética talvez, eu me preservo de expor situações neste espaço e na verdade não deveria nem ser um desabafo de nada, apenas coisas que me fazem crescer com Deus compartilhadamente, mas, “num guento”.

A Igreja brasileira, a meu ver, está em crise profunda. Aliás, nem sei se posso dizer que somos igreja. E isto baseada em parametros e fundamentos simples que encontramos logo ali em Romanos e Hebreus. Na Russia, estamos quebrando carne e cabeças para ser o que Deus quer que sejamos, construir uma igreja saudavel de acordo com o que o Espírito quer, e mesmo assim é difícil. Aqui, é uma onda de gente que cai e levanta, por coisas que se lêssemos mais a palavra de Deus e nos esforçassemos para nos santificar, certamente não ocorreria. Todos somos passíveis de quedas, mas pelo amor né?! Transformamos literalmente a igreja em um clube onde discutimos sobre questões morais das menos as mais polemicas, porque “te falar” no mundo, sem condições. Então seguimos frequentando o mesmo espaço domingueiramente cumprindo os desejos que a carne quer.

Antes de escrever este texto ridiculo de hoje, pensei algumas vezes, por isso que demorei tanto. Até que hoje, abro a internet e acho um texto de uma garotinha que propaga futilidade na net falando sobre ser santo, evangelico, enfim…. E parei, pensei. Havera gente que vai ler e bater palmas porque finalmente veremos algum posicionamento “cristão”, mas ai me lembrei de alguns autores que tenho lido, que dizem que basta fazer uma carinha de choro, falar meia duzia de bordões crentezes e voilà, temos um trilhão de bobões tornando-se seguidores do tal sujeito.

Este post demonstra parte da minha indignação. Para mim mesma, para a leitora fiel do post ou para alguém que queria expor sua idéia também e já não aguenta mais. Estou me sentindo fadada ao inferno. E desviada. Confio na graça. Mas estamos perdidos. Céus!


Anúncios

2 comentários em “impressões

  1. Concordo tem hora que dá vontade de gritar no meio do culto mesmo, tem hora que me acho uma et na igreja por sentir que todos estão ali só por estarem .Por exemplo teve uma pregação sobre ter sede de Deus , da palavra de Deus , sede de almas uma palavra tremenda mas quando olhei ao meu redor é como se todos estivessem dormindo. Me senti mal porque essa é a vontade de Deus que tenhamos cada vez mas sede Dele . Mas nõas só queremos bençãos e não queremos pagar o preço de renunciar cada dia mais as nossa vidas . Me incluo nesse pois a cada dia que passa vejo o quanto tenho que mudar.
    Graça e Paz Carol se der aparece lá na igreja .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s