seguindo

Certas coisas não deveriam mais me aborrecer e nem me importar. Mas acontece. Você sabe, acontece. Infelizmente somos uma coisa que não dá mais para mudar: seres humanos. Dotados de sentimentos (e muitos) e hormônios (e tantos), combinação perigosa. Intelecto e físico, reação quase explosiva. Deveria ficar inerte quando me aborrecesse com alguém. Porque afinal de contas, nessa vida de meu Deus tentando ser alguém que valha a pena ser, terei depois que esquecer e perdoar. Então, como sempre digo, serão dois trabalhos. Magoar. E desmagoar. Chato. Gostaria que cada vez que magoasse pedras batessem na cabeça do alguém. Pedras não. Pedregulhos. Mas só este pensamento já é mau o suficiente hehehe (risada má).

Melhor mesmo é seguir seguindo, em gerúndio… Completamente. Viver vivendo. Olhar olhando. Amar amando. Pronto. Perdoar perdoando. Gerúndios completos. Evitam aborrecimentos e denotam Constância. Com C maiúsculo. Acho que este será o nome da minha filha. Desisti de Olívia. Traz muita contenda. Confuso? Segue, meu filho, segue no gerúndio que da.

Como sempre, péssima em conclusões.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s