escrevendo na terra

Hoje soube de uns casos de fofoca envolvendo meu nome e de pessoas próximas a mim. Todo mundo pode até dizer que não, mas adora uma boa fofoquinha, um bom conto da vida alheia. O ser humano parece que tem a necessidade (má) de saber o que se passa com o outra e, diferente do antigo bordão “para interceder”, gostamos mesmo de saber para meter o malho, para julgar, para falar o que achamos sobre decisões que cabem somente as vidas envolvidas… Sempre tem algo de podre dentro de nós, humanos. Somos feitos desta matéria dificil de entender, carne podre. O pior é quando sofremos a agressão (verbal fofoconiana) e nos sentimos no direito de fazer algo a respeito. Sabe, fiz uma brincadeira em um meio de comunicação dos dez milhões que possuo atualmente (depois reclamo da fofoca… aff), e ai uma pessoa veio falar comigo que concordava com a minha postura anti fofoquice. No início você meio que se enche, o ego infla, porque atingir a massa é o grande objetivo de se projetar na mídia (^^)… Só que fui constrangida com uma cena… na verdade lembrei dela…

Quando a mulher adúltera começou a ser exposta diante da população e de Jesus, um a um foi aderindo a massa e apoiando o que aqueles homens falaram. Até chegarem ao ponto de pegarem em pedras para ver se faziam justiça de alguma forma. Só Ele. Só Jesus, agaixou-se e começou a escrever na terra. Ele “baixou a guarda”, destacou-se… e começou a escrever… um dia perguntarei a ele o que era… E quando questionado, ele disse: Aquele que não tem pecado, atire a primeira pedra. Só Ele. Só Jesus!

Fico pensando aqui que quando ele agaixou, ele saiu daquela atmosfera pesada que envolvia a situção, se colocou abaixo. Ali, escreveu, talvez eu tenha puxado isso dele… Quando estou triste ou querendo abstrair uma idéia, nada melhor que escrever… Escrevendo, outras idéias vem a mente.. e a pressão do primeiro problema fica mais leve… E ai quando questionado diretamente sobre o que fazer.. Já com as idéias no lugar, ele sabiamente diz: Aquele que não tem pecado….

Chego a entender perfetamente o que ele está falando aqui… Como entendo. Estou cheia de pecados. E não posso fazer nada com respeito a estes que não tem vida e querem cuidar da minha. Mas também luto contra a minha carne que pulsa de raiva. Muita raiva mesmo, porque não saio nem de dentro do meu quarto, como minha vida pode atravessar o continente (lêdo exagero, vocÊs conhecem…)?

Diferente de todas as 115484646565845 de vezes que falaram de mim e eu fiz sempre algo, ainda que tenha sido disfarçada de INOCENCIA e Justiça própria. Agaixarei aqui… e de joelhos escreverei uma carta para quem pode fazer algo, porque ao contrário dEle, eu também estou aqui, cheia de pecados e pedras.

#gosteidesse!

Deus abençoe quem ler algum dia isso…. E que vc jogue as pedras no chão! E PONHA FLORES NA MAO. Se não conseguir… TENTE OUTRA VEZ ♪

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s