desinteressante²

E na verdade, é isso que basta mesmo… para que ter auto-estima?

Que eu seja desinteressante, mas que todo interesse esteja sob Aquele que merece toda honra e glória.

Sabe, as vezes eu preciso apertar o start para entender isso. Eu não sou, Ele é! Eu não posso, Ele pode! Ele é o dono de todas as coisas, e é Ele quem pode todas as coisas… Não temos mais autoridade para mexer nas nossas vidas, pelo menos falo de mim… Se Ele me deu a sua vida, por quê eu não daria a minha? O que há de tão especial nela para que eu fique tomando posse? 

Hoje abri bem na lata: Mas o justo viverá pela fé e se ele recuar, a minha alma não tm prazer nele – hebreus 10.38… Lemos isso tantas e tantas vezes e não conseguimos reter e decorar, que coisa mais difícil não é? Por que para ir a igreja é sempre muito bom e estamos sempre bem, mas para viver pelo que pregamos la é sempre uma dificuldade? Por que postergamos as decisões mais duras e difíceis de serem tomadas? No fundo, no fundo, sempre acreditamos que Deus fará a nossa vontade, mas com o passar do tempo e da percepção de uma pequena, mas inicial maturidade, vemos que isso não é a grande verdade. A nossa vontade comumente não é a vontade dele. Não mesmo… É isso causa temor e alívio. Para mim, no momento, mais temor né? Mas se decidi viver por isso, que seja mesmo com temor para que eu não me ensoberbeça e com um certo grau de alívio, para que eu confie!

Me sinto metade como Moisés, ainda recebendo as revelações dentro das densas nuvens e metade como Davi, sendo atacado pelas setas de Saul, porém neste caso o Saul da lança é também o próprio Davi. Sou eu, lobo em pele de cordeiro. Crente hipócrita, vacinada e salve-salve…!

Preciso reorganizar a minha mente mundana e terminar de decorar Romanos 8, porque só ai terei paz… Para que eu não viva mais segundo a carne, mas segundo o Espírito, porque os que vivem segundo a carne não podem agradar a Deus (v.8). Aliás, isso é tópico para outro post, mas: será que temos realmente ns preocupado em agradar a Deus? Será que realmente o amamos a ponto de querer vê-lo feliz? Difícil questão!! E resposta simples: NÃO, INFELIZMENTE. 

Bom dia para quem vem ler isso aqui de vez em nunca… 

Fica na paz ♪

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s