dia a dia

Queridos Amigos,

A todos vocês que tem mandado email pra mim, mas infelizmente não estou tendo tempo para responder, este é o pacotão russo para você ficar interado do que dá pra compartilhar no momento.

Como as perguntas são quase as mesmas e as respostas não vão mudar de pessoa para pessoa, gostaria que vocês compreendessem que não tem como eu ficar mandando vários emails por dia, e acessassem de vez em quando este blog aqui…

Ah, espero que tenham paciência também para ler tudo.

Quando cheguei aqui, mesmo que eu não tivesse título nenhum, confesso e vou confessar sempre, eu achava que era alguma coisa… no mínimo, achava que era crente. Achava que amava a Deus, achava e achava demais muitas coisas. Nas duas primeiras semanas senti a adaptação natural de quem vai morar em outro país, como me acostumar com a falta de higiene das meninas do meu quarto, andar de metro para tudo no lugar do bom e velho busão, com as primeiras aulas do russo, com o cuidar das minhas coisas sem a interferência e nem a ajuda de ninguém, o frio… o famoso inverno russo (que agora continua frio -12, -16)… enfim, coisas que acontecem quando alguém mora só E em uma república de estudantes.

Passada essa etapa da descoberta, se bem que ainda hoje eu me espanto com as coisas que vou aprendendo da cultura deles… mas ao mesmo tempo me encantam também… Começou a dura fase (rs) de adaptação com os próprios brasileiros. Imaginem vinte e poucas pessoas vindas do Brasil, iguais a mim, achando que são alguma coisa… E vivendo momentos de adaptação em um país de maneira diferente… Porque cada um tem um organismo (uns dormiam por dias inteiros), cada um tem um limite. Agora imagina um não entendendo que o outro tem esses limites, pois é. A partir disso, fomos descobrindo que somos medíocres, falsos, insensíveis, ridículos. E ai, o amor de Deus foi começando a se revelar. Como o processo é longo e ainda não me sinto capaz de escrever isso (não sei quando serei), só gostaria de ter escrito isso acima para que vocês possam ver que a parada é muito mais tensa do que uma pasta de dente apertada no meio ou uma toalha molhada em cima da cama.

Enfim, estamos conhecendo o evangelho. Estamos percebendo que tudo o que aprendemos sobre evangelho, ou quase tudo, não foi praticado por nós, e se não foi praticado, não foi vivido, e se não foi vivido, não nos convertemos verdadeiramente. Isso não é privilégio meu porque vim para cá não, isso era comodismo de achar que Deus podia se adaptar as minhas vontades no Brasil. O reino de DEUS é conquistado por força e violência, ISSO NÃO É GUERRA, isso é força com a sua própria carne. Uma vez ouvi que se Deus te acordasse de madrugada e você só orasse cinco muitos porque estava com muito sono, estava tudo bem porque Deus viu o teu coração e Deus tem misericórdia de você (não estou dizendo sobre tempo de oração, porque sabemos que o que importa é qualidade e não quantidade). Ele tem misericórdia sim e por causa da graça dEle você e eu não somos consumidos, talvez nada aconteça até. Mas o Nosso Deus, quando o tratamos como Deus presente, como nosso amigo mesmo, vamos acordar e dar o nosso melhor…. Teremos prazer. Teremos prazer em até mesmo não pedir nada, a não ser que a glória dEle venha sobre nós. Porque a graça dEle nos basta e se a tivermos, seremos plenos e não sentiremos falta de nada. Esse é o ponto principal que estamos sendo tratados. Por dias o meu corpo está cansado demais. O inverno abate, comemos em horários ingratos (rs, por preguiça ou falta de tempo), temos que estudar esta língua abençoada, temos que fazer o nosso básico que é ler a palavra (e ler mesmo)… enquanto estou escrevendo para vocês estou vendo quantas falhas eu estou tendo com relação as minhas orações na madrugada. Elas precisam ter qualidade, e por um esforço e exigência, precisam ter quantidade também, uma hora.

Sobre as perseguições: Vivemos aqui como estrangeiros. Aqui na Rússia, os estrangeiros são perseguidos. Porque somos pretos, amarelos, laranjas, roxos, enfim SIMPLESMENTE PORQUE NÃO SOMOS RUSSOS. Não porque somos crentes. A questão aqui se divide em duas:

1- Perseguição aos estrangeiros: preconceito, xenofobia (ser avesso a estrangeiros), racismo. E esta perseguição se divide em duas: a dos skin-heads, que tem como tema a Rússia para os russos. Eles perseguem principalmente os negros, e batem onde encontrarem um. A grande questão é que eles são meio que legalizados. O governo faz vista grossa com eles. É claro que se eles fizerem alvoroço como aconteceu em dezembro, o governo entra em ação, mas casos isolados acontecem com freqüência, nós só não sabemos. E a perseguição, e nem é perseguição, mas são os ataques de bomba ou alguma manifestação, pelo que tenho percebido e não sei se é  comprovado, os ataques são feitos contra todos, não só estrangeiros, mas a russos também. Normalmente são pessoas de outras nacionalidades (geralmente muçulmanos). Os russos não gostam dos muçulmanos aqui, pelo menos a maioria que eu converso sobre este assunto.

Mas fiquem tranqüilos, principalmente a minha família, porque este é um risco, mas temos muito cuidado, não saímos sozinhos de jeito nenhum, não ficamos andando por tudo quanto é lado, temos horário para chegar em casa, senão o guarda não nos deixa entrar, temos as aulas, então é uma chance em mil, mas é uma chance: orem por isso. Rs

2- Os russos, em sua maioria, são ateus. Por isso que é tão difícil atingir o coração de um deles. Temos que ser estratégicos. Precisamos de armas certas. E a mais acertada de todas é a convivência e a amizade. No meu quarto, tem três meninas, uma delas se tornou uma amiga. Ela está aprendendo português e quer ir para o Brasil comigo, peço que orem porque em nome de Jesus quero levar esta menina convertida quando eu voltar (ainda não sei quando… o tempo aqui mudou… e acho que vai demorar a me verem). Na escola russa na época da União Soviética, as crianças eram ensinadas a crerem e confiarem nos oficiais do governo como heróis, porque diziam que Deus havia se esquecido ou que não existia, já que se você pedisse alguma coisa a Ele em oração, Ele ia demorar, ao invés deles, oficiais, que dariam o que eles necessitavam na hora. Se prestarmos atenção, temos apenas vinte anos de “liberdade” neste país. Apenas uma geração não viveu isso intensamente, mas seus pais sim… Pai ensina para filho o que é certo, e aqui, a questão de Deus, é algo delicado.

Mas aqui não é só dificuldade não. Ficamos felizes com Deus nos espremendo. Além disso o país é lindo e tem muitos lugares para conhecer. Tem um milhão de museus, teatros, shoppings, praças… é muito lindo mesmo. Acordar e olhar tudo branquinho lá fora é gostoso. Tem dias que é triste, mas eu tento olhar para a beleza senão iria morrer. É muito interessante morar em um prédio que tem várias nacionalidades, ver várias línguas. Estamos felizes porque um nigeriano da Assembléia está indo nos cultos, uma muçulmana do Irã, daqui do prédio tem andando conosco. Ah, algo importante, aprendemos aqui sobre selo (bandeira) denominação de Igreja. Queridos, mesmo eu achando que nunca levantei bandeira de igreja nenhuma, me deparei aqui com uma carol diferente, uma Carol religiosa. Orem pela religiosidade no meio da igreja Brasileira e russa. Precisamos ser sim, igreja de Cristo. Mas isso já é um assunto muito grande para tratar aqui.

Bom, acho que falei muito muito mesmo. Sinto saudades de todos, mas já não é mais como antes. Antes eu olhava para as minhas dificuldades e sentia dor quando lembrava de cada um, de cada palavra, de cada viagem…. Hoje, lembro sim de tudo isso, e também sinto dor e também choro, maaaaaaas sei que Deus tem planos e que mesmo em meio a dor, tudo o que Deus faz é muito bom! E por isso, sei que não importa o tempo que ficarei aqui, sei que vocês continuarão intercedendo e quem sabe alguns de vocês vem para cá, né Paulinho? Rs

Agora, nesses comentários ai embaixo, se quiserem fazer alguma pergunta é melhor, porque aí eu acho que vai ser mais fácil para mim.

Amo vocês.

Saudades grandes.

Deus nos abençoe!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s